A Datastore, maior empresa de pesquisa do mercado imobiliário nacional, divulgou no dia 08/06/2020 o resultado do estudo sobre “Intenção de compra de imóveis para o período de 24 meses e de 12 meses”.

Mesmo com toda a incerteza gerada pela pandemia do novo coronavírus, o setor imobiliário brasileiro ainda tem pessoas que mantém sua intenção de comprar em um imóvel. O estudo revelou que o interesse de compra para os próximos 24 meses diminuiu, porém o interesse de compra para os próximos 12 meses aumentou muito! Quem realmente quer comprar imóvel está no caminho para concretizar a compra.

Com taxas de juros mais baixas e inflação sob controle, o setor imobiliário terá uma retomada muito mais estruturada no pós-pandemia. Além disso, as empresas estão muito mais amadurecidas em sua atuação. Conforme dados da Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), a cada ponto percentual de queda nos juros de financiamento de imóveis significa que mais 2,5 milhões de famílias que entram no mercado imobiliário. A estabilidade do preço do imóvel frente a outros ativos, como ações, fundos e aplicações tende a atrair investidores de outros mercados mais voláteis, como a Bolsa de Valores.

Em um momento de pandemia, o valor de ter sua casa própria fica ainda mais evidente, além de ser um ativo com ótimos rendimentos, ter um imóvel significa segurança, patrimônio e moradia. A baixa da taxa de juros e incentivos governamentais, como seis meses de carência para iniciar o pagamento do financiamento na Caixa Econômica, são facilitadores importantes.